Para Resolver o Problema, é necessário Entender o Sistema!

Para Resolver o Problema, é necessário Entender o Sistema!

 BANNER 336 X 280

Já surgiu alguma oportunidade de colocar em prática as dicas passadas nos e-mails anteriores? Se a resposta for sim, espero que o seu autocontrole na hora de ejacular tenha sido maior. Caso a resposta seja negativa, recorra à masturbação para continuar praticando, a fim de se preparar para evitar a ejaculação precoce nas próximas relações sexuais.

Pois bem, hoje vou abordar algo tão importante quanto as técnicas para ajudar na prevenção da ejaculação prematura. Estou falando do sistema ejaculatório masculino, cujo funcionamento deve ser entendido por todos que sofrem do mesmo problema que você. Para facilitar sua a compreensão, tentarei explicar de maneira clara e direta.

Como o sistema ejaculatório funciona. Quando você é estimulado, principalmente pelos órgãos genitais (pênis, testículos e próstata), o seu sistema ejaculatório começa a funcionar, liberando testosterona, hormônio que invade o cérebro e produz o desejo sexual, mantido por uma substância conhecida como dopamina.

Então, no cérebro há uma região denominada hipotálamo, onde substâncias (FSH-RF e LH-RF) são liberadas por causa da ação da dopamina e da testosterona. Essas substâncias produzem os hormônios sexuais FSH e LH durante a fase anterior e quando chegam aos testículos, tais hormônios formam os espermatozoides e a secreção de testosterona.

Graças ao estímulo sexual, o corpo libera o líquido pré-ejaculatório, responsável por neutralizar a acidez deixada pela urina no canal por onde o sêmen passa. Por sua vez, os espermatozoides começam a se mover a partir de quando o pênis fica rígido, seja pela masturbação ou durante a penetração.

O caminho dos espermatozoides, você já parou para pensar que seus espermatozoides fazem uma espécie de viagem até serem expelidos junto com o esperma na ejaculação? Pois bem, o trajeto dos espermatozoides tem início no epidídimo e termina no canal deferente. Além disso, as células reprodutoras masculinas passam pelas vesículas seminais, onde ganham frutose e glicose, e pelas glândulas bulbouretrais, em que são cobertas por um líquido viscoso capaz de facilitar a locomoção. Portanto, o músculo bulbouretral exerce um papel importante na ejaculação, pois ele fica perto da próstata e libera o líquido espermático quando se contrai.

O final da trajetória dos espermatozoides acontece quando eles são liberados pela uretra quando você ejacula. Só para você ter uma ideia, cada jato de sêmen contém de 200 a 500 milhões de espermatozoides. Isso mesmo, milhões de espermatozoides são expelidos na ejaculação, com uma força para que eles alcancem o útero da mulher com maior eficácia.

Ele se origina justamente no hipotálamo, descendo até as vértebras e se dirigindo em duas vertentes: uma vai para as artérias penianas, gerando a ereção; enquanto outra vai para o bulbo cavernoso, provocando a ejaculação.

Muitos homens confundem a ejaculação com o orgasmo, pois eles costumam acontecer simultaneamente. Porém, é preciso perceber as diferenças entre eles, visto que a ejaculação precoce está intimamente ligada com o que você sabe do funcionamento do próprio corpo e como ele pode ser controlado com mais eficiência.

Vou comentar sobre o orgasmo masculino em outro papo, para não confundir a sua cabeça. Espero que minha explicação a respeito de como o sistema ejaculatório funciona tenha sido simples de entender. Caso você ainda esteja com dúvidas, basta entrar em contato ou clicar aqui.

 

box novo 1

Nosso Curso Completo Clique Aqui Abaixo:

http://controlandosuaejaculacao.com.br/