Para Ejaculação Precoce Um novo Tratamento

Para Ejaculação Precoce

Para Ejaculação Precoce, Um novo tratamento combinado para a ejaculação precoce:

 Para Ejaculação Precoce , Este artigo descreve o diagnóstico e tratamento da ejaculação precoce (PE) a partir da perspectiva de um terapeuta sexual e propõe que a terapia sexual terapia de combinação e integração de produtos farmacêuticos sexuais é frequentemente a melhor abordagem de tratamento.

Falha em apreciar a etiologia multimodal e fisiopatologia do PE torna a condição mais difícil de diagnosticar e tratar. Muitos médicos têm tentado abordagens farmacológicas, mas estão limitados a fornecendo anestésicos tópicos ou sugerindo usos off-label de medicamentos para a disfunção erétil e antidepressivos, porque nenhuma medicação é atualmente indicado especificamente para PE. Para Ejaculação Precoce

Para Ejaculação Precoce

Para Ejaculação Precoce

Para Ejaculação Precoce

Para Ejaculação Precoce

 Para Ejaculação Precoce

Além disso, os pacientes freqüentemente recaída após descontinuação do fármaco. Terapeutas sexuais apreciar a natureza multidimensional do PE para o paciente e parceiro, mas poucos pacientes procuram esta abordagem, que é trabalhoso e muitas vezes falta a longo prazo de seguimento sucesso.

A maioria dos homens com EP não estão recebendo tratamento, secundário ao seu embaraço para conversar sobre a condição e uma falta de investigação clínico sobre a disfunção sexual.

Mesmo para aqueles que se envolvem em discussão, diagnósticos podem ser inconsistentes, porque uma definição universalmente aceita de os critérios de condição e de diagnóstico são

inexistente. Homens com ansiedade experiência PE e falta sexual auto-confiança; subsequentemente, a sua sexual e global relacionamento freqüentemente sofrem.

Porque PE envolve fatores psicossociais e fisiológicos, o tratamento que aborda ambos devem dar o melhor equilíbrio de função. Há um grande interesse em novos agentes concebidos especificamente para PE para fornecer uma oportunidade farmacoterapêutico melhorado.

No entanto, um tratamento de combinação de fármacos e a integração sexo terapia iria fornecer uma abordagem otimizada. Além de aumentar a latência coital diretamente, produtos farmacêuticos sexuais.

Pode ser utilizado para proporcionar uma maior oportunidade para os homens a reconhecer as suas sensações premonitórios a ejaculação mais prontamente, facilitando um “ponto de escolha”, que é fundamental para facilitar a mudança de comportamento e aprendizagem.

Tal combinação abordagem resultaria em latência ejaculatória prolongada, maior satisfação do tratamento, e superior a longo prazo resultado.

Para Ejaculação Precoce

 Um novo tratamento combinado para a ejaculação precoce: A perspectiva de um terapeuta sexual.

Perspectiva da Atenção Básica no tratamento da disfunção sexual; Terapia sexual; Ejaculação precoce;

Psicofisiológicos Estudos da função sexual; O tratamento combinado

Introdução

ejaculação premature (PE) é muito comum disfunção sexual masculina.

A condição é caracterizada por tanto fisiológica e psicológica distúrbios-preocupações em relação ejaculatório

latência, o controle sobre a ejaculação, e angústia.

Embora a fisiopatologia não é totalmente compreendida, a partir da perspectiva, é evidente que tanto orgânica e psicossocial factores desempenham um papel na etiologia.

Por quase um meio século, a etiologia da PE foi atribuído predominantemente a uma variedade de causas psicogénicas, incluindo numerosas formulações psicodinâmicos iniciais.

Num Estudo feito,  sobre PE como um comportamento aprendido e / ou resposta condicionada que resultou a partir do início da Combinação Tratamento para PE: Perspectiva de um terapeuta sexual  experiências sexuais que foram levados às pressas e com freqüência associada à ansiedade.

Muitas teorias psicológicas incluem a ansiedade como um componente importante, e ansiedade não desempenhar um papel na PE, especialmente quando se convive com disfunção erétil (DE).

Embora frequentemente sugerido historicamente, não há evidenciar que os traços ou estilos psicológicos específicos estão claramente associados com PE, embora a depressão e perturbações de ansiedade pode manifestar-se como sexual disfunção.

Para Ejaculação Precoce

Problemas de relacionamento e outros eventos psicossociais / tensões podem contribuir para ou possivelmente causar PE, e deve ser considerado, especialmente para os homens com adquiridas e / ou situacional PE.

Além disso, a carga de PE se estende freqüentemente para o parceiro sexual do homem.

A ansiedade do homem sobre sexo e diminuiu sexual auto-confiança, juntamente com a interrupção da intimidade (que muitas vezes resulta de sua reação à curta latência), posteriormente afetar a qualidade de ambos a relação sexual e não sexual.

Assim, os efeitos do PE no homem, o parceiro, e do relacionamento como um mandado de todo eficaz métodos para o diagnóstico e tratamento para melhorar funcionamento e qualidade de vida.

Apesar da grande literatura inicial sugerindo uma variedade de etiologias psicogénicas, não é também significativo evidência depois de determinantes de orgânicos variabilidade na latência ejaculatória macho e, subsequentemente,

  1. Na verdade, uma revisão da pesquisa sugere que a latência ejaculatória macho provavelmente distribui ao longo de uma curva semelhante à numerosa outras características humanas.
  2. Fatores orgânicos sugerida para explicar tal predeterminação biológica incluem: (i) fenómenos central, tal

como hipersensibilidade de serotonina (5-HT); (Ii) os hormônios sexuais; (Iii) variação sexual “arousability”

ou um reflexo ejaculatório hipersensibilidade; (Eu v) doença principalmente prostatite associado; tanto quanto

(V) uma perspectiva evolucionária, invocando naturais seleção e exibição de cópula rápida como um superior

estratégia reprodutiva.

Infelizmente, PE pode permanecer sem diagnóstico em muitos homens, secundárias à relutância do homem

discuti-lo com o seu médico, a relutância por parte dos clínicos para perguntar a seus pacientes sobre a presença de disfunção sexual e falta de universal, validado critérios para o rastreio de homens para o PE.

Para aqueles que são diagnosticados, o tratamento não é bem definida, uma vez que existem várias abordagens. Terapia sexual aproximações podem ser eficazes, mas eles não podem aliviar a disfunção em todos os casos. Além disso, o sexo.

A terapia é trabalho intensivo e limitou documentado eficácia em longo prazo follow-up. Farmacológico

abordagens têm sido limitados ao uso off-label de medicamentos desenvolvidos para tratar outra distúrbios, como depressão e ED, porque nenhuma medicação está actualmente aprovado pela US Food and Drug Administration (FDA) para o tratamento de PE.

Além disso, os pacientes usando esses medicamentos freqüentemente recaída quando o tratamento é interrompido. Os medicamentos estão em desenvolvimento especificamente para o tratamento de PE e podem fornecer vantagens sobre farmacêutica actual opções.

No entanto, porque PE envolve tanto aspectos fisiológicos e psicológicos, um sistema integrado abordagem de terapia pode ser mais bem sucedido.

Em uma publicação anterior em The Journal of Medicina Sexual , Sharlip fornecida de um médico

ponto de vista do diagnóstico e tratamento de EP.

O objetivo deste artigo, que descreve PE diagnóstico e tratamento de um terapeuta do sexo perspectiva, foi propor essa combinação.

Tratamento de integração de terapia sexual e sexuais farmacêuticos é a melhor abordagem para o tratamento de PE.

Para Ejaculação Precoce

Nosologia e Definição

PE tem funções neurobiológicos e psicológicos, e ao mesmo tempo que é referido mais comumente como ejaculação prematura, também tem sido chamada ejaculação precoce e ejaculação rápida.

Embora nem todos os pesquisadores concordam em um nome, há uma consenso quanto ao que constitui a condição ser nomeado.

Cada um dos nomes acima referidos concentra-se em um defeito no tempo; no entanto, é mais PE do que apenas uma diminuição do tempo até a ejaculação.

PE afeta satisfação com a relação sexual, psicológica bem-estar, bem-estar e relacionamento, além do tempo de ejaculação e controle sobre a ejaculação.

Esses fatores são reflectido na maioria das definições que têm sido formuladas para descrever a condição. O

Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais,

PE define como “a ejaculação persistente ou recorrente com estimulação sexual mínima antes, sobre ou

pouco tempo depois da penetração e antes da pessoa o deseje. A condição também deve provocar uma acentuada

desconforto ou dificuldade interpessoal, e não pode ser devido exclusivamente aos efeitos diretos de uma substância “.

Associação para o tratamento farmacológico da PE utiliza uma definição de “ejaculação que ocorre mais cedo do que o desejado, antes ou logo depois penetração, causando sofrimento para um ou ambos parceiros “.

Doenças urológicas definido PE como “persistente ou ejaculação recorrente com estimulação mínima antes, sobre, ou imediatamente depois da penetração, e antes de a pessoa que pretende, ao longo do qual o sofredor tem pouco ou nenhum controle voluntário que faz com que o doente e / ou seu parceiro incômodo ou aflição.

Prevalência e Descrição

A prevalência de PE tem sido estimada em grande  pesquisas internacionais na faixa de 16%

a 23% . PE pode ser ao longo da vida (Presente desde a maturação sexual) ou adquirida (Desenvolvida após um período de ejaculatório normais função).

Estas formas de PE são, por vezes, referida PE como primário e secundário, respectivamente.

Além disso, a PE pode ser generalizado (Acontece em todas as situações, com todos os parceiros) ou situacional

(Acontece em situações específicas e / ou com parceiros específicos). PE mais comumente refere-se a aflição sobre latência coital heterossexual.

Os Homens geralmente relatam uma sensação progressivamente maior de controle percebido e aumentou ejaculatório latência com a masturbação em comparação com o manual estimulação por seu parceiro.

Estimulação manual latência é geralmente mais fácil de controlar do que estimulação oral latência, que geralmente é percebido como mais fácil de controlar do que a latência coital.

O clínico lembrou que tais generalidades fornecer diagnóstico orientação, mas os homens individuais podem ter um diferente fenomenológico experiência, o qual é obtido a partir de sua história.

O efeito do PE sobre o indivíduo com relacionamento sexual é significativo, e, recentemente, sido explorado em maior profundidade.

Por exemplo, os homens com PE relataram diminuição da autoconfiança sexual, dificuldade em estabelecer relações, e angústia por não satisfazer o sua parceira.

Os resultados de um grande estudo de homens classificados de acordo com DSM-IV critérios como com ou sem PE mostrou que homens com EP relataram níveis mais baixos de satisfação sexual e níveis mais elevados de dificuldade interpessoal e angústia em comparação com os homens sem

  1. Além disso, mulheres parceiras de homens com EP níveis relatados mais baixos de satisfação sexual e níveis mais elevados de dificuldade interpessoal e angústia do que mulheres parceiras de homens sem PE.
  2.  Recentemente os homens com PE relataram estar preocupado com controle ejaculatório e ansiedade experiente durante o sexo, enquanto os homens sem PE relataram pensar sobre a sua excitação e satisfação sexual.

Para Ejaculação Precoce

Etiologia

Ejaculação pode ser facilmente compreendido como ocorrendo durante a fase de um orgasmo, não linear interativa ciclo de resposta sexual, que também inclui desejo, excitação, e resolução.

Ejaculação propriamente dito é composto por duas fases, e emissão expulsão.

Durante o estágio de emissão, a bexiga pescoço fecha, e fluido seminal é depositado no uretra posterior.

Os homens muitas vezes experimentam a emissão fase (fenomenologica-) como o ponto de inevitabilidade ejaculatória (EI).

Eles estão corretos em reconhecendo que, naquela época, é “tarde demais” para retardar a ejaculação, como a expulsão é automaticamente segundos um jeito.

Muitas vezes, desconhece estas duas fases, homens presumem que a fase de expulsão, com a sua ejeção atendente de fluido seminal, relaxamento de o esfíncter externo, e pélvica coordenada contração bulbospongiosus andar, constitui o todo o processo ejaculatório.

Sensações premonitórias (PS), que correspondem a mudanças corporais, refletindo excitação, como testicular elevação, myotonia, aumento da respiração, frequência cardíaca, e assim por diante, todos preceder e prenunciam a fase de emissões.

Os Homens PE com freqüência são incapazes de identificar e / ou fazer não, ou não pode responder com rapidez suficiente para estes sinais de alerta para atrasar a sua ejaculação processo de forma consciente.

Com efeito, atrasando conscientemente o processo ejaculatório exige identificação destes PS e uma resposta cognitiva e / ou comportamental para -los, antes de (início do) a fase de emissão.

Homens com PE deve aprender a “dial down” sua doença mental e / ou excitação física em resposta ao PS, para uma nível abaixo do seu limiar de emissão, a fim para realmente controlar o seu processo ejaculatório.

Os médicos também deve compreender esta sequência e devem educar seus pacientes com PE sobre o assunto, em Para conseguir o sucesso do tratamento a longo prazo.

Enquanto o processo ejaculatório pode ser descrito, o reflexo ejaculatório normal não é completamente caracterizado.

Ambos serotonérgica e dopaminérgica neurônios no sistema nervoso central (SNC) foram identificadas como desempenhando um papel principal, com influências secundárias de vários outros neurotransmissor.

Dados sobre a exata alteração (ões) da via neurológica do reflexo ejaculatório em PE variar, e esta é uma área

pesquisa de ativos.

Teorias de distribuição ejaculação propostas, postulando latência ejaculatória que é distribuída ao longo um continuum, com fatores genéticos e biológicos influenciando cada extremidade, resultando em PE num respeito e ejaculação retardada no outro.

Recentes estudos observacionais de ejaculatório normais latência sustentar essas hipóteses, embora a replicação

com amostras maiores e mais diversificadas é necessários.

Waldinger e colegas especificamente sugerido que alterações no SNC em PE envolvem o sistema serotoninérgico . Um número de hipóteses orgânicos para a etiologia do PE tem sido formuladas, incluindo distúrbios de receptores 5-HT, transmissão serotonérgica diminuída, uma reflexo ejaculatório hipersensível, e aumentou a sensibilidade peniana.

Embora a pesquisa recente identificou predominantemente componentes neurobiológicas a PE, as primeiras teorias sobre PE atribuiu o transtorno principalmente a causas psicológicas.

Psicológico questões, tais como aumento da ansiedade, depressão e dinâmica de relacionamento negativos, pode profundamente influenciar os resultados globais de tratamento.

Além Do Mais, PE pode exacerbar os problemas psicossociais que pode ter contribuído para isso originalmente, criando um círculo vicioso.

Parece agora evidente que a maioria dos casos de PE são devidos a uma combinação de ambos multifactorial

fatores psicossociais e biológicos.

O conceito de um ponto de ajuste variável, ou Sexual Tipping Point TM pode ser usado para ilustrar o multidimensional natureza de uma variedade de disfunções sexuais em ambos homens e mulheres.

Neste modelo, o Sexual

Tipping Point

TM é o limiar para a característica uma expressão de resposta sexual para qualquer indivíduo, que pode variar dinamicamente dentro e entre indivíduos e qualquer experiência sexual.

a resposta pode ser inibida ou facilitado por influências a partir de uma mistura de ambos e psicossocial

 factores biológicos.

Aplicando esse conceito para PE, pode-se vislumbrar um modelo para ejaculatório latência, com base em um “tipping ejaculatório orgasmos ou ponto “, que é influenciada por numerosos potenciais fatores psicossociais e fisiológicos para qualquer dado momento ou circunstância, com um ou outro dominante, enquanto outros recuam em importância.

Resumindo a pesquisa, pode-se concluir que as causas de PE são multidimensionais e

provavelmente refletem predisposição biológica de um homem para uma latência ejaculatória rápida interagindo com questões intrapsíquicas e interpessoais.

De fato, apesar do grau de patogenia orgânica, PE terá sempre um componente psicossocial, mesmo se a condição é, inicialmente, o resultado de constituição, doença, ou tratamento .

O fenomenológica definitiva via para homens com PE é o da falta capacidade ou aptidão para identificar o referido PS e / ou de forma adequada gestão do seu corpo de resposta ao PS e níveis progressivamente crescentes

de excitação sexual, independentemente do outro predisposição factores.

Tal variação na multideterminado limiar ejaculação, tanto entre os homens e dentro um determinado indivíduo, pode ser compreendido através da sua culpa mental.

Avaliação de PE

Em ensaios clínicos com homens com PE e avaliar tratamentos PE, ejaculatória intravaginal tempo de latência (TLEI, definida como o tempo desde vaginal penetração para o início da ejaculação intravaginal) é frequentemente utilizado como um diagnóstico e / ou medida de eficácia.

Métodos para avaliar PE em prática clínica, no entanto, ser diferente dos utilizados em ensaios clínicos.

Talvez porque PE é em grande parte um definição subjetiva, e métodos uniformes de

Medição e interpretação TLEI não têm foi estabelecida, muitos médicos não usam uma IELT limiar para o diagnóstico, confiando mais em sua própria impressão clínica, bem como pacientes aflição ou incômodo.

Depois de se verificar que o paciente tem preocupações a respeito de sua função ejaculatória, é

A etiologia multifatorial da função sexual e disfunção.

O Sexual Tipping Point ™ é a característica limiar para a expressão da resposta sexual por qualquer

indivíduo, o qual pode variar dentro e entre indivíduos e qualquer dada experiência sexual. 

A etiologia multifatorial da ejaculação precoce; o “ponto de inflexão ejaculatório.” ,

Imperativo para coletar uma história sexual focado para obter uma compreensão completa de sua doença. Potencial perguntas iniciais são: “O que você quer dizer com PE? “

” Quanto tempo você aguenta  na penetração até a ejaculação (uma vez que você entra, quanto tempo antes de você ejacular)? “Isto seria seguido por mais aprofundada questionando, incluindo a pesquisa de fatores psicossociais e biológicos subjacentes e barreiras para o sucesso do tratamento.

Neste estado sexo abordagem exame, tanto a causa imediata e o história de transtorno são identificados, bem como o sua características .

É claro que deve ser determinada se o paciente é capaz de identificar.

  1. Enquanto alguns homens, naturalmente, duram mais tempo do que outros, é a capacidade de identificar e PS

responder a elas que define essencialmente uma “escolha ponto “ou capacidade de adiar a ejaculação voluntariamente.

Se For ele pode identificar o seu PS, pode ele e ele escolhe para responder a estas sensações de tal maneira que o orgasmo está atrasado?

O que ele ações tomar, ou o que ele pensa sobre a fim de tente / realizar essa tarefa? Por exemplo, muitos homens vão ineficaz tentar retardar a ejaculação por desviar a sua atenção para neutro ou negativo pensamentos perturbadores .

Será que a sua capacidade de identificar PS variar com diferentes experiências sexuais, tais como parceiros alternativos e formas de estimulação?

Se o paciente tem tentado tratamentos anteriores para a sua PE, estes também devem ser exploradas, e as razões para falha provocou.

Tratamento Inúmeros tratamentos para melhorar o controle ejaculatório incluindo dispositivos, ervas, elixires e técnicas têm sido referenciadas ao longo humano história.

Ainda recentemente, em 2000, o Sábio  Watson resultados reportados para uma pequena série de casos utilizando

um “anel dessensibilizar” para tratar “hipersensibilidade peniana”

No entanto, a partir do início de 1900 até a década de 1990, PE foi considerado um psicológico problema, e que foi primeiramente tratada com psicossocial terapia.

Os métodos incluíram o stop start técnica e a técnica do aperto, como bem como psicoterapia combinada com variações de essas técnicas. Durante os anos 1970, a experimentação com formato de tratamento foi conduzido

de modo que ambos os homens solteiros sem parceiros e um maior número de pacientes poderiam ser tratados.

Métodos de terapia sexual para PE têm mostrado bom eficácia, e muitas vezes permitem que o homem aprender a reconhecer e responder a sua PS.

No entanto, eles exigem empenho e prática considerável do indivíduo e seu parceiro, e follow-up dados mostraram que a sua eficácia tende a diminuição ao longo do tempo.

Importante, alguns homens relataram PE que era tão grave que eles não foram capazes de identificar o seu PS, por exemplo, “Eu não sinto  nenhum aviso, eu só sentia quando  penetrava ou antes “.

Estes indivíduos eram muitas vezes frustrado com suas tentativas de terapia sexual e, provavelmente, sofria de uma determinação biológica mais profunda da sua doença.

Assim, enquanto a terapia sexual podem ser eficazes na melhoria do relacionamento entre o indivíduo e seu parceiro, ele não pode aliviar a disfunção sexual em todos os pacientes.

Além, para os homens que não estão envolvidos em uma comprometido relacionamento ou para quem está começando um novo relacionamento, esta opção torna-se difícil e pode não ser viável.

Enquanto modernas terapeutas sexuais têm usado técnicas e protocolos variados, incluindo auto ajuda tratamentos de terapia, terapia de grupo, e vídeo, todas estas abordagens têm limitações.

Opções farmacoterapêuticas atualmente disponíveis incluem anestésicos tópicos, serotonina inibidores selectivos da recaptação (SSRIs), e phosphodiesterase- 5 inibidores (PDE-5).

Os anestésicos tópicos, como a lidocaína / creme prilocaína, ter sido utilizado com alguma eficácia. SS-creme, uma mistura de nove ervas orientais, também tem sido relatado para prolongar a latência ejaculatória.

No entanto, estes tratamentos são tipicamente confuso e interferir com espontaneidade, e sensações de queimadura e entorpecente pode ocorrer com algumas formulações.

observação de que a utilização de SSRI para o tratamento da depressão está associado com o efeito colateral

ejaculação tardia, juntamente com os achados em estudos pré-clínicos de um papel para a serotonina na resposta ejaculatório  levou à offlabel uso de ISRSs no tratamento de PE.

No entanto, ação prolongada, SSRIs convencionais são normalmente dado numa base crónica diária para alcançar o melhor efeito sobre a latência ejaculatória.

Esta dosagem cronograma está muito associada típico SSRI efeitos colaterais, incluindo náuseas, diminuição da libido, e ED .

Além disso, quando esses produtos farmacêuticos são interrompidas, sintomática recaída ocorre geralmente . Inibidores de PDE-5, quer sozinhos ou em combinação com psicológico e aconselhamento psicossocial e / ou SSRIs,

Também foram avaliados recentemente, em pequenos ensaios e mostrado para fornecer alguma eficácia.

No entanto, afigura-se que esta abordagem tenha a melhor eficácia e é principalmente apropriado para

aqueles homens que sofrem de uma PE secundária a uma ED subjacente ou incipiente.

Tratamentos futuros

As deficiências dos tratamentos atuais para PE ter esforços levaram a desenvolver produtos farmacêuticos

com indicações específicas destinadas ao tratamento dos homens com PE.

A dapoxetina, que é atualmente não disponível nos Estados Unidos (FDA 2005 por um no poder), foi demonstrado proporcionar significativa melhorias na latência ejaculatória, o controle sobre ejaculação, a satisfação com a relação sexual, e satisfação do parceiro com a relação sexual, quando administrado em um esquema de administração on-demand em grandes ensaios clínicos de homens com EP e sua parceiros das mulheres.

Dapoxetine e qualquer droga PE para que possam obter a aprovação da FDA e prolongar latência ejaculatória (como outro sucesso tratamentos para SD) também são susceptíveis de melhorar sexual confiança.

Este aumento da confiança faria presumivelmente beneficiar sentido da autoestima do paciente, diminuir sua ansiedade, e beneficiar o seu relacionamento e sentido do parceiro de satisfação geral com a relação sexual.

Contudo, as recentes experiências dos médicos com produtos farmacêuticos sexuais, incluindo as três principais medicamentos usados para tratar ED-Viagra (Sildenafil citrato; Pfizer, Inc., Nova Iorque, EUA), Levitra (HCl vardenafil; Bayer Pharmaceuticals Corporation, Leverkusen, Alemanha), e Cialis (Tadalafil;

Lilly ICOS LLC, Indianapolis, EUA) -ter as taxas de interrupção iniciada pelo paciente relatados de até 50%.

A rica literatura está evoluindo, mostrando um número de razões para este psicossociais, apoiando a um tratamento de combinação abordagem para ED .

Tabela 10 do Mundo

2 Consulta da Organização Mundial de Saúde sobre erétil e disfunção sexual, psicológica e

Dimensões Interpessoais da função sexual e Relatório do Comitê de disfunção  fornece uma excelente resumo das evidências existentes até à data para o tratamento de combinação, principalmente para ED, juntamente com alguns estudos sobre disfunção sexual feminina.

Existe um consenso crescente de que a combinação tratamento será o tratamento de escolha para todas as disfunções sexuais, como novos fármacos são desenvolvido para desejo, excitação, orgasmo e problemas

em homens e mulheres.

Em particular, uma abordagem de tratamento de combinação pode ser útil e necessário para o tratamento de PE.

Enquanto PDE- 5 Os inibidores são bastante eficazes na restauração sexual capacidade em homens com disfunção erétil, novos fármacos em desenvolvimento, tais como a dapoxetina  demonstraram melhorias pouco modestas na latência coital tempo para os homens que sofrem de PE.

Embora clínica dados do estudo sugerem que mesmo breves (1-2 minutos) melhorias na latência são significativas e significativa para muitos homens e seus parceiros, outros podem desanime por esta magnitude às vezes limitado

de melhoria na latência.

Também não há dados que sugerem que os novos fármacos sexuais irá fornecer qualquer benefício maior a longo prazo ou melhoria da taxa de recaída, uma vez interrompido, em comparação com drogas actualmente a ser utilizado off-label.

Combinação Tratamento para PE:

Criando uma “escolha Point”

Enquanto os medicamentos PE irá beneficiar alguns homens com

PE plenamente, o uso de medicação para repor o ejaculatório

limite em uma base fisiológica provavelmente vai

aumentar IELT para quase todos os homens com EP. Isto é

também é provável que muitos dos seus parceiros seria

satisfeito com esse resultado. No entanto, existe uma

um potencial ainda maior para todos os produtos farmacêuticos sexuais

(Antigos e novos) que se estendem coital

latência. Um prognóstico muito positivo para os homens com PE

e os seus parceiros pode ser realizado através de uma combinação

tipo de tratamento, no qual os produtos farmacêuticos

usado para o tratamento de PE estão integrados

com estratégias de terapia sexual (Figura 3). Os homens que sofrem

a partir de uma profundidade predeterminada organicamente

PE com uma breve latência coital (

1 minuto, como

definido por Waldinger e colegas [11]), muitas vezes

relatam tanto ser surpreendido por seu orgasmo e

incapaz de identificar ou responder a seu PS.

No entanto, a identificação destes marcadores fisiológicos importantes

e tomar a decisão de reduzir a estimulação (mental e

físico) é a chave para uma “start stop-” [6] comportamental

abordagem. Falha terapêutica, o sexo é inevitável

se um homem com PE grave é incapaz de aprender que

Figura 3

O tratamento combinado para a ejaculação precoce

deve optimizar a resposta à terapia, uma vez que aborda

Ambos os tipos de fatores enquanto se concentra em que fixa o predominante

fatores em cada caso, para criar um melhor equilíbrio de

função. © 2005 Michael A. Perelman, PhD (adaptado com

permissão).

1010

Perelman et al.

J Sex Med 2006; 3: 1004-1012

PS deve acionar ele para reduzir a estimulação. Enquanto Que

existe variabilidade IELT entre estes homens,

quase todos eles sofrem de frustração grave,

desespero e angústia. Embora aplicável a outros,

para estes homens com EP grave em particular, o

farmacêutico aumentou IELT cria uma crítica

momento de aprendizado.

Por exemplo, o uso de um agente serotoninérgico poderia

alteram o limiar ejaculatório de um homem com PE;

isto iria aumentar TLEI, e posteriormente desacelerar

abaixo o processo ejaculatório suficiente para que

ele seria capaz de reconhecer mais facilmente o seu PS.

Isso, conseqüentemente, aumentar a sua capacidade de

ajustar-se ao estímulo que ele está recebendo suficientemente

para retardar voluntariamente (controlo) do início do

fase de emissões do processo ejaculatório. O

medicação tem, então, criou o potencial para

consciência do PS, quando não existiam anteriormente.

Posteriormente, uma nova oportunidade, significativos para

controle ou escolha surge, para o homem com uma

extremamente curto IELT ou ejaculação anteportal

[57]. Agora capaz de reconhecer e responder à

anteriormente indescritível PS, estes recém-habilitada

os homens se sentem “no controle.” Feeling “relaxado” e “não

como o trabalho “torna-se a nova norma beneficiando a si mesmo

e seu parceiro. Naturalmente, uma tal abordagem

exige uma crítica, ainda que breve, a educação do paciente

componente, onde PS, EI, emissão, expulsão,

e os princípios de uma técnica de stop-start terapia sexual

são ensinados.

Como ele se torna mais hábil em reconhecer

o seu “ponto de escolha” e responder a ela, um potencial

para diminuição da dosagem da medicação e desmame

torna-se possível [57]. Outros homens poderiam ser ensinados

como ajustar o uso de medicamentos de acordo com sua

nível de estresse percebido, de modo que em períodos de alta

stress, eles iriam aumentar os seus recém-aprendido

habilidade com a medicação, permitindo-lhes manter

controle ejaculatório independente de fora

estressores psicossociais. Para aqueles indivíduos

que são geneticamente predispostas fortemente a PE,

a utilização crónica do agente pode ser o adequado

escolha feita em consulta com seu médico.

Este tipo de treinamento sexo e tratamento de combinação

iria resolver simultaneamente os tipos de

de abandono e de descontinuação problemas usando

procedimentos de acompanhamento já bem descrita

na literatura ED tratamento de combinação

[3,35,54,55,57]. Este autor reconhece que, para

este paradigma de integrar produtos farmacêuticos sexuais

e terapia sexual para ser totalmente abraçado e apoiado

pela comunidade profissional, ainda mais

pesquisa e documentação revisada por pares são

requeridos.

Conclusões

A ejaculação precoce é uma disfunção sexual comum

que tem um impacto significativo sobre o homem,

seu parceiro sexual, a relação sexual, e em

alguns casos, a sua relação global. Porque PE

envolve tanto determinantes psicossociais e fisiológicos,

os clínicos devem ter por objectivo identificar os dois tipos

de fatores em cada paciente, a fim de maximizar

os resultados terapêuticos. Quando a tentativa de aliviar

os sintomas da PE, um psicossocial combinação

e terapêutica farmacológica deveria ser

prescrito, com reavaliação de rotina de acompanhamento em

a fim de otimizar a eficácia e minimizar recaída. A

combinação abordagem de tratamento, utilizando a

modelo conceitual de um ponto de inflexão ejaculatório,

aborda estas influências multicausal enquanto se concentra

em que fixa o factor predominante em cada caso,

em vez de abordar fatores dicotômicas isoladamente.

Isto irá criar um melhor equilíbrio funcional

para o paciente e sua parceira.

Se escreva na nossa lista Vip  colocando seu e-mail e Ganhe Nosso Mini Guia para te ajudar a durar mais tempo na cama:
Clique ao lado: http://controlandosuaejaculacao.com.br/cap/

Aqui Veras o Tratamento 100%  Natural online, Clique Aqui Abaixo e conheça:

http://controlandosuaejaculacao.com.br/cv

Quero Durar Mais Tempo na Cama

 

Google Plus: https://plus.google.com/u/0/b/104458181411777813085/104458181411777813085/about

Canal no youtube: https://www.youtube.com/channel/UCNXmoTq9bQTx7enX3WmZcDA/feed?view_as=public

Site: http://controlandosuaejaculacao.com.br/cv